Português
English
 

29º ENANGRAD

A ANAMBA participa do 29º ENANGRAD

Por: Karla Nassuno Alcides e Alessandra Costenaro  Maciel

A ANAMBA foi convidada para participar do 29º Encontro Nacional de Cursos de Graduação em Administração realizado na FECAP em São Paulo-SP entre 24 e 26 de agosto de 2018, através em duas seções de conteúdo: 1) Workshop de Acreditação Internacional e; 2) Padrões de Acreditação para Escolas Brasileiras e Cases de Sucesso no Mercado de MBAs.

O Workshop sobre Acreditação Internacional, realizado no dia 25/08, foi organizado e conduzido pelo Sr. Armando Dal Colletto, Diretor para América Latina, Portugal & Espanha – CVTRUST, e contou com a participação de cinco (5) acreditadoras internacionais e nacionais, dentre elas: 1) AACSB (representado pelo Sr. Javier Maymi,  – Membership Manager); 2) ACBSP (representado pelo Sr. Steve Parscale – Chief Accreditation Officer); 3) EFMD (representado pelo Sr. Friedemann Schulze-Fielitz –  Director for Americas); 4) EQUAA (representada pelo Sr. Eric Talavera Campbell – Executive Director); e 5) ANAMBA (representada pela Sra. Karla Alcides – Communication Director), que apresentaram suas agências de acreditação.

Também contou com quatro (4) escolas de negócios entre elas: 1) INSPER, representada pelo Sr.  Irineu Gianesi – Academic Dean ; 2) IMED, representada pela Sra. Alessandra Costenaro Maciel – MBA Director; 3) FECAP, representada pelo Sr. Ronaldo Fróes de Carvalho – Pro-Rector for Undergaduate programs; e EAESP-FGV, representada pela Sra. Heloísa Mônaco – Director of Accreditations, que deram depoimentos sobre os desafios e benefícios de suas instituições credenciadas. Após, foi conduzido o debate e networking entre escolas, acreditadoras e participantes ouvintes.

Embora no Brasil a prática de obtenção de certificações de qualidade não seja obrigatória, e ainda muito restrita às principais instituições com maior internacionalidade, é um diferencial competitivo amplamente praticado no mercado global, e tem crescido consideravelmente nos últimos anos. Tal constatação mostra-se como uma tendência acoplada a estratégia das instituições que almejam um posicionamento superior de qualidade e excelência, no mercado brasileiro.

Sendo assim, as acreditadoras apresentaram suas propostas de valor através de seus fluxos de processos tais como: serviços aos estudantes, processo seletivo, processo de mentoria, valores incorridos, desenvolvimento de currículo, internacionalização, benchmarking e outros fatores que as compõem e que juntos formam uma complexa rede de fatores resultantes de um  posicionamento das escolas no mercado. O Sr. Javier Maymi – AACSB explicou que “apenas 7% das Instituições são credenciadas no mundo inteiro, e que o mercado é amplo e tende a crescer”. Para o Sr. Eric Talavera Campbell, da EQUAA, “para a sua escola estar acreditada é estar em um processo de melhoria contínua”.

Os debates mostraram que há convergências e compatibilidades entre os critérios avaliados pelas acreditadoras internacionais e os critérios exigidos pelos Ministério da Educação – MEC no Brasil.  A Sra. Heloísa Mônico da EAESP-FGV frisou que “há convergências entre os critérios avaliados pelas acreditadoras internacionais e nacional com o novo instrumento de licença do MEC (obrigatório), e por isso ela acredita que mais escolas buscarão as acreditadoras internacionais”. Para o Sr. Irineu Gianesi, Insper, “o selo é menos importante do que o processo de melhoria que buscamos”. E frisa ainda “é melhor não entrar numa acreditação e precisar sair ou ser levado a sair dela”.

Para o Sr. Armando Dal Colletto, coordenador do Workshop, “as acreditações de qualidade, ainda são exclusividade de um grupo pequeno de instituições brasileiras. O workshop conseguiu, através dos depoimentos de acreditadoras e escolas, mostrar os benefícios e desafios desse movimento estratégico de competição. Demonstrar a excelência e valor dos seus programas é caminho obrigatório para crescer e sobreviver. O caminho está mapeado.

Na segunda seção, Padrões de Acreditação para Escolas Brasileiras e Cases de Sucesso no Mercado de MBAs. A ANAMBA foi representada pela Sr. Tatiana Sanchez – Diretora de Acreditação da Saint Paul Escola de Negócios, pela Sra. Denise Bittar-Godinho, Coordenadora do MBA Controller da FIPECAFI e pelo Sr.  Leonardo Lugoboni – Coordenador do MBA de Gestão de Negócios da FECAP, que apresentaram seus cases de Acreditação Nacional da ANAMBA.

A Sra.  Denise Bittar-Godinho (FIPECAFI) destaca “Iniciamos a palestra com uma visão geral da ANAMBA e os padrões de credenciamento, apresentados pela Diretora de Credenciamento, Produtos e Serviços, Denise Bittar-Godinho, seguido da apresentação dos casos da Saint Paul e da FECAP sobre quais foram os ganhos e aprendizados no processo de acreditação, apresentados respectivamente pela Profa. Tatiana Sanchez e Prof. Leonardo Lugoboni. Os casos demonstraram diversos pontos convergentes entre os dois processos, como a consultoria colaborativa que foi oferecida pelos membros da ANAMBA, buscando auxiliar as escolas a se adequarem ao padrão de credenciamento, e não meramente pontuando-as negativamente em algum quesito”.

 

Comentários estão fechados.