Português
English
 

CRA-SP entrevista o diretor da Associação Nacional de MBA, Armando Dal Colletto

Armando Dal CollettoEntrevista exclusiva do CRA-SP com Armando Dal Colletto, diretor acadêmico da Associação Nacional de MBA – Anamba e da Business School São Paulo – BSP.
Quais são os objetivos da Anamba?

A ANAMBA tem por missão contribuir para a excelência no mercado de cursos de Master of Business Administration – MBA no Brasil, desenvolvimento parâmetros de qualidade que norteiem sua estruturação e oferta. É prioridade da ANAMBA, também, manter o mercado informado sobre a qualidade dos diferentes programas oferecidos, no Brasil, para que os Candidatos, entendendo o significado e a importância do nosso Selo de Qualidade, disponham de todas as informações relevantes e sintam-se mais confortáveis, no momento da complexa escolha de um curso de MBA; e para que as próprias Escolas se emprenhem na busca da excelência, respeitando os padrões nacionais e internacionais.

Qual é a importância de acompanhar e estabelecer parâmetros de qualidade aos cursos de MBA no Brasil?

Quando uma determinada categoria de produto se torna muito conhecido e oferecido amplamente no mercado, o interessado (o possível aluno) fica diante de uma gama muito grande de opções e muitas vezes com risco de não fazer a melhor escolha. Algumas entidades tem esse papel de auxiliar nesta escolha, alertar para os pontos a serem analisados e, muitas vezes, atestarem a qualidade de cursos. Instituições educacionais são reguladas pelo MEC, porém os cursos de MBA são avaliados e qualificados no Brasil pela a ANAMBA. O nosso credenciamento garante que o curso tem a grade curricular abrangendo os temas característicos de um MBA, que os alunos tenham a experiência mínima necessária a um bom entrosamento e troca de experiências entre os colegas e professores, que são ao mesmo tempo titulados academicamente e muito experientes profissionalmente. Assim, quem está em busca de um curso de qualidade terá uma grande chance de encontrá-lo optando por um dos cursos credenciados pela ANAMBA.

Como uma formação acadêmica em MBA contribui para a administração das empresas de grande, médio e pequeno porte?

O MBA de qualidade é muito embasado nos conhecimentos atualizados das habilidades e competências de gestão, porém sempre vinculado a exemplos e casos práticos. Isso permite ao aluno aplicabilidade imediata do aprendizado em seu trabalho e, por isso, contribui para uma melhor administração da sua empresa. Devido a presença de muitos gestores dentre os alunos, a troca de experiências favorece a descoberta de inovações e de oportunidades. É energia nova sendo trazida para as organizações toda a semana.

Como escolher o melhor curso? Quais fatores devem ser levados em consideração?

A escolha em si já é um primeiro aprendizado! O candidato a MBA é ou será, em breve, um gestor. Deve desde o início saber escolher, e não se  deixar levar por argumentos frágeis ou atrativos não relevantes. Os fatores são vários e são classificados em três grandes grupos:

Fatores essenciais: Validade oficial do certificado; tradição da escola no mercado; acreditações específicas na área de negócios como ANAMBA, AMBA, EFMD e AACSB; posição em rankings nacionais e internacionais; prestígio junto aos Rhs; curriculum atualizado; professores de qualidade e sucesso profissional de seus ex-alunos;

Fatores viabilizadores: Adequação do curso ao momento profissional; carga horária compatível com a disponibilidade; localização; preço; financiamento e subsídios;

Fatores diferenciadores: Docentes estrangeiros; aulas em inglês; intercâmbio com instituições do exterior; dupla certificação e networking da classe.

Cada aluno terá seus próprios pesos e prioridades para cada um desses itens e escolherá a opção que no total, mais se adequará ao seu caso.

Quais são as conquistas e atuais desafios dos cursos de MBA?

Os cursos de MBA já passaram por várias fases, onde diferentes ênfases eram as suas grandes contribuições, como, por exemplo, finanças, marketing e, mais recentemente, o desenvolvimento da liderança. Hoje as “soft skills” representam a responsabilidade mais forte dos MBA, bem como a visão abrangente e o pensamento crítico. Ou seja: a tomada de decisões levando em conta dados e fatos relevantes, assim como o gerenciamento de equipes para atendimento das metas e objetivos. Os próximos desafios são a aplicação dos conceitos de responsabilidade social e do tripé da sustentabilidade (People, Planet & Profit) na gestão privada e pública.

Qual o papel da BSP como membro da Anamba?

As instituições acadêmicas que tem cursos credenciados, são automaticamente membros da ANAMBA e são elegíveis a cargos de direção e de coordenação das atividades. Fui eleito pelos demais membros para exercer o cargo de Diretor Executivo. Por ser uma atividade sem remuneração, pode se entender que as instituições que cedem seus representantes estão dando sua cota de colaboração para os objetivos da Anamba visando a melhoria da qualidade dos cursos de MBA.

Fonte: CRA-SP

Comentários estão fechados.