Português
English
 

Por que fazer um MBA?

Por que fazer um MBA?

Revista QB

por Caroline Sassatelli em 29/05/19

Se você já fez sua faculdade, mas ainda quer continuar a estudar para ganhar mais experiência e visibilidade no mercado de trabalho, talvez seja a hora de escolher uma pós-graduação. Mas, afinal, será melhor optar por uma especialização ou um MBA (Master in Business Administration)?

Ambas as modalidades são classificadas como pós-graduações lato sensu e voltadas para quem deseja um desenvolvimento na carreira. Porém, existem diferenças no perfil do estudante de cada um desses cursos.

A especialização é voltada para quem tem vontade de complementar seu conhecimento em áreas específicas. Já o MBA é mais indicado para profissionais que procuram por um cargo de gestão ou executivo na empresa que trabalham ou querem iniciar seu próprio negócio.

Saiba bons motivos para fazer um MBA

De acordo com Alessandra Costenaro Maciel, Diretora de Comunicação da Anamba (Associação Nacional de MBA), além de saber qual a pretensão do estudante ao escolher o seu curso, é necessário analisar também a sua trajetória. “O MBA é um curso mais ‘encorpado’, que se dirige às pessoas que estão mais interessadas na área de gestão, corporativa ou ocupam cargos de diretores ou CEOs. Já a especialização é mais direcionada a estudantes que não têm experiência prévia em empresas.”

Busca pelo destaque profissional

Outra característica de quem está cursando um MBA é que essa pessoa, geralmente, já tem uma experiência profissional prévia, o que lhe dá uma visão mais madura do mercado de trabalho e da carreira que deseja traçar.

Segundo a especialista, uma pesquisa realizada pela consultoria britânica Hays aponta que a idade das pessoas que procuram por esse tipo de pós-graduação gira em torno de 31 a 40 anos. “Como esse é um curso mais homogêneo no sentido de requerer conhecimentos prévios sobre o assunto estudado, é preferível que o aluno não chegue tão ‘cru’. Ou seja, que ele não comece o curso sem ter experiência, principalmente na área prática”, afirma Alessandra.

Além disso, essas pessoas já estão no mercado de trabalho há algum tempo e visam uma promoção de cargo, seja na própria empresa ou em outras. Apesar de não se tratar de uma conta simples e certeira de que aquele que fizer o MBA conseguirá, com certeza, um avanço na profissão, a Anamba vê essa mudança acontecendo com frequência.

Um estudo realizado pelo Conselho de MBA Executivos (o Executive MBA Council – EMBAC), em 2014, aponta que um pouco mais de 40% dos profissionais que realizaram um MBA receberam uma promoção no trabalho depois de fazer o curso. Outros 53% afirmaram ter assumido novas responsabilidades.

Quer outros bons motivos para fazer um MBA?

“O MBA capacita o profissional com conhecimentos teóricos e ferramentas para que ele consiga uma ascensão profissional por meio de uma promoção dentro da empresa”, analisa a especialista.

E falando em promoção, é impossível não pensar no salário, não é mesmo?

Segundo esse mesmo levantamento norte-americano, os profissionais qualificados com um programa de MBA executivo receberam um aumento de 16,8% em seu ordenado em comparação aos seus rendimentos antes das aulas.

Alessandra afirma que ainda não se tem uma pesquisa que aponte uma diferença salarial aqui no Brasil – e que vale lembrar que o cenário econômico no nosso país é bem diferente dos Estados Unidos. Porém, os profissionais, por terem adquirido mais conhecimento na área, acabam recebendo o condizente à sua experiência. Ou seja, na prática, muitas pessoas passam a receber mais.

Segundo a especialista, além da questão salarial, é importante também ter em mente que o curso trará muito contato com outros profissionais da mesma área. O chamado networking é um dos principais motivos que leva alguém a fazer um MBA. “Essas pessoas estarão com outros profissionais do mesmo nível hierárquico, trocando conhecimento e experiências”, diz a entrevistada.

Comentários estão fechados.